123

PF combate extração ilegal de madeira no Maranhão


SÃO LUÍS/MA - A Polícia Federal deflagrou, entre os dias 17 e 23/11, a Operação de selva Curupira do Norte para combater a extração ilegal de madeira na Reserva Biológica do Gurupi e na Terra Indígena do Caru, região de Açailândia e Bom Jardim no Maranhão, respectivamente.

Nove policiais federais, em parceria com a Polícia Militar e com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) participaram dessa operação.

A Reserva Biológica do Gurupi protege uma das últimas porções da Amazônia maranhense. As áreas são alvos de desmatamentos frequentes não só para a extração de madeira ilegal, mas também para o cultivo de maconha, criação de gado, sendo frequente a presença de grileiros e posseiros. A caça ilegal também constitui um problema sério na região. As áreas abrangidas pela operação são muito grandes e isso dificulta a fiscalização pelos órgãos federais, o que cria a necessidade de uma ação quase permanente para que se faça cessar essas irregularidades, com ações constantes de combate ao desmatamento.

Durante a operação, quatro caminhões transportando madeira ilegalmente foram apreendidos e destruídos. Um trator de rodas também foi flagrado e destruído dentro da REBIO GURUPI. Um jipe que dava suporte às plantações de maconha foi abandonado com petrechos de tráfico e foi também destruído dentro da Reserva Indígena Caru. Uma serraria clandestina foi desativada. Nove armas de caça e animais mortos foram apreendidos no entorno das reservas e os caçadores vão responder criminalmente. A operação também flagrou um homem transportando um saco de maconha em uma moto, com aproximadamente 1 kg da droga.

Será concedida entrevista coletiva, às 15h30, na Superintendência da Polícia Federal em São Luís localizada a Av. Daniel de La Touche, 4.000 – Cohama.


Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário