123

Hospital de Igarapé Grande tem área interditada pela Vigilância Sanitária


A  unidade hospitalar de Igarapé Grande Expedito Lopes Galvão teve duas importantes alas interditadas pela vigilância Sanitária do Estado do Maranhão. Em visita ao hospital na tarde deste Sábado (18), o blog constatou que as atividades do Centro Cirúrgico e a área de Obstetrícia estão suspensas por tempo indeterminado.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Maria Cristina Carneiro Vieira os motivos da interdição são vários, um deles no sentido físico, as paredes do centro cirúrgico estão rachadas  e um outro motivo estar nos equipamentos, que não oferecem boas condições de uso, como centrifugas e problemas que vão desde a falta de bisturis e outros. 

De acordo com a secretária os pacientes que precisam de atendimento nestas áreas são encaminhados para outro hospital cadastrado na rede.

Ainda segundo a secretária uma equipe engenharia da empresa CMAGNO radiologia de São Luis, está no hospital fazendo uma serie de orçamentos para as reformas que se iniciam na semana que vem a começar pelo Centro Cirúrgico e Obstétrico.

O objetivo é atender a todos os apontamentos feitos pela a Vigilância na tentativa de agilizar a retomada da prestação de atendimento aos pacientes. informou

"Algumas pessoas vem aqui e começam a reclamar das condições do prédio reclamam de janela quebrada e outras coisas, mas elas  precisam entender que nós já recebemos o hospital assim da gestão anterior, ficou quatro anos com essa mesma pintura sem receber uma reforma se quer. Agora estamos começando a concertar as coisas, o hospital passará por total reforma nos próximos meses". Concluiu Secretária.







2 comentários:

  1. Corrigindo, passou 8 anos com a mesma pintura e sem reformas. 4 anos de geames Macedo e 4 anos de Bruno/Breado. Cabe ressaltar o título dá seguinte postagem com intuito de denegrir a imagem dá prefeitura. Vamos profissionalizar o Blog e fazer dele imparcial, sair das asas é essencial

    ResponderExcluir
  2. De fato, achei a matéria imparcial e real.

    ResponderExcluir